Blog Era uma vez

Maternidade

 

Era uma vez a primeira viagem de avião da Carminho

Destaque Era uma vez a primeira viagem de avião da Carminho
Era uma vez a primeira viagem de avião da Carminho 
 
Pensamos muito sobre o assunto antes de marcar a primeira viagem de avião! Será que fazemos bem levá-la? Será que vai conseguir dormir? E se lhe doer os ouvidos? Somos maus pais por querermos ir de férias para longe?
 
Muitas perguntas como estas passaram pelas nossas cabeças mas no fim para a nossa dinâmica familiar fazia sentido viajar como sempre fizemos e decidimos levar Carminho! Podemos adiantar que correu tudo muito bem!
 
A Carminho tinha 11 meses quando andou de avião pela primeira vez. O destino final foi o Dubai durante os meses de inverno cujas temperaturas oscilavam entre os 25-28 graus. Correu tão bem que já repetimos e este ano fomos um bocadinho mais longe.
 
 
Coisas importantes a ponderar antes de decidir viajar de avião para um destino de média ou longa distância! 
  • Experiência em viagens! Se estão habituados a viajar por conta própria certamente já tiveram que ultrapassar alguns desafios noutros países! Todas as experiências anteriores vão vos ajudar neste desafio de viajar com crianças
  • Escolha do destino: é muito importante evitar países com temperaturas extremas. Levar bebés para sítios de calor insuportável ou demasiado gelados não faz muito sentido porque não vão aproveitar. Se viajam com crianças o melhor é escolher um destino ameno.
  • Outra questão muito importante: as doenças e as vacinas! Como médica sou muito paranóica com as doenças, aliás pesquiso sempre sobre os riscos no país de destino e levo um arsenal de medicamentos mas com a Carminho não arrisquei muito já que tinha menos de um ano quando fizemos as primeiras férias internacionais. Claro que isto fica à consideração de cada Pai! 
  • Voos curtos , menos de 2-3h são mais fáceis de tolerar, com sorte dormem a maior parte do tempo! Se escolherem um destino de voo longo , no nosso caso foram cerca de 7h, é preferível escolher um voo noturno para manter a rotina do bebé! 
  • Crianças com menos de 24 meses não pagam voo, pagam apenas as taxas da companhia aérea mas não têm direito a lugar sentado. Na maioria das companhias existe a possibilidade de requisitar berço mas são adaptados para bebés com menos de 12 meses. Devem requisitar o berço no momento da reserva porque há lugares próprios para colocar o berço e não são muitos. Durante os períodos de turbulência as crianças têm de ser retiradas do berço. No nosso voo tivemos vários períodos curtos de turbulência e acabou por dormir a maior parte do tempo no nosso colo mas valeu a pena pedir estes lugares porque tínhamos mais espaço para ela brincar! Outra dica importante: quando forem despachar as malas peçam para deixar o lugar livre ao vosso lado para o bebe, se não tiverem o avião cheio costumam aceitar este pedido e ficam com mais espaço. No nosso voo tivemos imensa sorte e tínhamos 4 lugares para os 3! 
  • Comida no avião! Podem e devem levar! Podem levar biberão com água, leite em pó, sopa em termos ou tupperware, purê de fruta ou fruta em pedaços...basicamente tudo o que o bebe precisar! Para a Carminho levei: 1 refeição quente na termos (massa com peixe) para ela jantar, 2 sopas congeladas ,2 peças de fruta (uma tangerina e uma banana), e um iogurte para o pequeno almoço. Levei também água e leite para 2 refeições e bolachas de bebé. Na mala de porão levei iogurtes dos que não precisam de frio, pures de fruta dos que se compram e uma lata de leite em pó.

 

  • Roupa no avião : levem o pijama ou algo semelhante, roupa de algodão confortável e meias grossas com antiderrapante para estarem confortáveis! Optei por levar a Carminho com leggins e uma camisa. antes de dormir troquei a camisa por uma camisola de algodão para ficar mais confortável e ter a percepção da rotina antes de dormir (mudar a fralda, vestir pijama, leitinho e cama!). É preferível terem várias camadas de roupa para pôr ou tirar do que passarem frio ou calor! 
  • Quantidade de fraldas: as mesmas que usam em casa e mais 2/3 para o caso de vos perderem a mala de porão. Sou só eu que penso nisto ou há mais alguém com esta paranóia!? Penso sempre nos piores cenários e Levo sempre uma muda de roupa na mala de mão para o caso de me perderem a mala e uns snacks de comida! Exemplo : para um voo de 7 horas levei 6 fraldas (uma para colocar antes de entrar, uma para mudar antes de dormir, outra quando acordar, uma quando aterrarmos ...provavelmente usei 4 mas levei mais duas extras!). O resto do pacote de fraldas foi na mala de porão! 
  • Medicamentos: os básicos como supositórios de paracetamol e ibuprofeno , termómetro e soro fisiológico devem ir convosco no avião! Recomendo também levar fenistil em gotas para o caso de alguma picada de insecto mais difícil ou uma alergia alimentar (já vos disse que sou paranóica nao já!?) 
  • Dor de ouvidos: Aero -om em gotas é sempre uma boa ajuda , para aumentar/estimular sucção no momento de levantar voo mas também ajuda na distensão abdominal que possam ter devido a acumulação de gases durante o voo. O uso de chupeta ou amamentar durante a partida ajuda bastante a diminuir a pressão nos ouvidos. Nós colocamos 2 gotas na chupeta da Carminho na partida e na aterragem. 
  • Brinquedos: levem o brinquedo favorito e outro novo que lhe capte atenção. 
  • O carrinho pode ir convosco até à porta de avião. Se for pequeno e compacto guardam na cabine se for grande levam para o porão mesmo antes de entrarem e entregam o carrinho na pista de aterragem (está parte têm que confirmar no próprio dia pois depende da organização da companhia aérea mas quase sempre funciona assim). Acreditem que faz mesmo jeito ter o carrinho sempre convosco nem que seja para levar os saco do bebe com a lancheira que vai pesada, a manta , os brinquedos e os casacos!

Aproveitamos e deixa-mos aqui um link com 10% de desconto na booking.com  ...Boa Viagem !

Modificado emsegunda, 14 outubro 2019 16:45

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado.

Blog Era uma vez @Instagram